domingo, 25 de setembro de 2016

Disputa eleitoral de Araçuaí forma onda vermelha e aponta vitória do PT

PT mostra força da militância e se manifesta pela reeleição de Armando e Rita.

Mais uma vez, uma onda vermelha de bandeiras, adesivos e cartazes tomam conta de Araçuaí, no Médio Jequitinhonha, nordeste de Minas, na campanha eleitoral de 2016. É a força histórica do Partido dos Trabalhadores. Um militante do PC do B, Reginaldo Alves Coelho, o Regis, servidor da Agência Fazendária e candidato a vereador, costuma dizer que há mais de 20 anos, o PT decide em Araçuaí, tendo em torno de 40% de votação em todas as eleições, independente do candidato que apresenta.


Há uma tradição política de muita movimentação, de polarização entre o PT e o o grupo do PMDB. Desde 1992, quando o médico Manoel Messias, do PMDB, ganhou de Maria do Carmo Ferreira da Silva, a Cacá, do PT, a disputa se dá entre os dois partidos e seus aliados.

A vantagem de vitórias é do PT que, em 24 anos, administrou o município por quatro vezes, contra a oposição com uma administração do PMDB e uma do PDT.


Em 1996, o candidato da coligação PSDB/PMDB foi Luiz Amauri, um técnico da Emater. Cacá ganhou com 5.266 votos de frente. Durante a campanha eleitoral, um trabalhador rural de Baixa Quente, falou que não ia só ganhar, mas ia moer, massacrar os adversários. O grito de vitória ecoou: " É pra moer!". Pra comemorar a vitória, os apoiadores ficaram carregando bagaço ou toras de cana nos carros, e gritavam: "Moeu!".

Em 2.000, a diferença diminuiu para 1.675 votos. Dali pra frente, o grupo de oposição apresenta um único candidato: o médico Aécio Jardim. Naquele ano, filiado ao PP.

Em 2004, com a coligação PP/PMDB, Aécio perdeu de novo para o PT, enfrentando o comerciante José Antônio. A diferença foi de 1.591 votos.

De tanto tentar, Aécio conseguiu a vitória em 2008, com a coligação PDT/PMDB, quando a oposição fez a campanha para dividir o PT com "Cacá sim, Zé Antônio, não". Ou o partido do sim contra o partido do não. Aécio ganhou com 971 votos de frente.

Em 2012, o PT retomou a Prefeitura. O médico Armando Paixão ganhou com a menor diferença de votos da história de Araçuaí, com apenas 377 votos. O então prefeito Aécio Jardim já comemorava a reeleição, com 15 dias de antecedência. A militância petista foi pra rua, enfrentando a truculência do candidato do PMDB e a parcialidade do Juiz Eleitoral. Ambos queriam impedir a realização do último comício de Armando e Rita. A juventude, formando uma multidão, cercou o Fórum e gritava por Justiça. Aconteceu a grande virada política, nos 5 dias finais da campanha. Na apuração, os apoiadores de Aécio comemoravam a vitória na cidade, quando ele colocou mais de 500 votos de frente. A partir do momento que os resultados das urnas da zona rural chegavam a diferença ia diminuindo, até virar pra Armando e Rita, com uma pequena, mas real diferença.

O PMDB e seus aliados apresenta apenas um candidato. Aécio disputa a Prefeitura pela 5ª vez, em 2016. Em termos de nomes para a disputa, o Partido dos Trabalhadores diversifica mais. Cacá disputou três vezes, em 1992, 1996 e 2000, tendo vencido por duas vezes: em 96 e reeleição em 2000. O comerciante José Antônio disputou duas vezes, em 2004 e 2008, tendo sido vitorioso a primeira vez e perdendo na tentativa de reeleição. Depois, em 2012, o PT apresentou o candidato Armando Paixão. Agora, de novo Armando para a reeleição.


Onda vermelha toma conta da cidade e da zona rural
Nestas eleições, uma onda vermelha toma conta da cidade e da zona rural, com multidões de pessoas indo, a pé, para as caminhadas, comícios e reuniões marcados pela Coordenação da campanha.

Com uma avaliação positiva da administração municipal, a militância abraçou a campanha, quer que o trabalho continue, com honestidade, priorizando famílias de baixa renda e quer impedir a volta de Aécio Jardim à Prefeitura. O peemedebista sofre muitas críticas sobre autoritarismo, desrespeito a direitos dos servidores, atraso de pagamento com fornecedores e práticas de corrupção. 

Embora uma terceira via tenha surgido como alternativa de candidatura, com Tadeu do Posto, pelo  PSD, o 55, a disputa continua acirrada entre o PT, o 13, com o PMDB, o 15, do sempre candidato Aécio Jardim.

A movimentação dos petistas se dá quase todos os dias quando há convocação de uma caminhada ou de uma simples reunião. Grupos de militantes e apoiadores da candidatura à reeleição de Armando Paixão e Rita Capdeville saem caminhando, pelas ruas e praças até o local de aglutinação maior, gritando palavras de ordem, cantando e dançando ao som de palmas ou de veículo com sonorização.


O prefeito Amando Paixão discursa, tendo ao lado a vice-prefeita Rita Capdeville.

Pesquisas internas das duas principais candidaturas apresentam possibilidade de vitórias, mas a campanha petista é mais volumosa, vistosa, apontando para a quinta vitória do PT nas eleições municipais de Araçuaí. 

Apostas A bolsa de apostas indica que a diferença deve se dar em torno de 1.000 votos. Analistas políticos apontam que o terceiro candidato, Tadeu do Posto, tira mais votos de Armando Paixão, pela presença maior de ex-petistas nas caminhadas do PSD, mas não mudará os resultados das eleições municipais.

O total do eleitorado presente com votos nominais válidos nos candidatos deve girar em torno de 20 mil eleitores. 

Em 5 eleições municipais, PT tem média de 8.925 votos.
O PT sempre obteve uma votação de mais de 8 mil votos, em 5 eleições municipais, obtendo uma média de 8.925 votos. A maior votação foi de 9.940 votos, na campanha que "moeu" os adversários, em 1996. A menor foi, em 2008, quando Zé Antônio perdeu as eleições com 8.106 votos.

Por outro lado, a oposição do grupo PMDB/PSDB/PP/PDT com Aécio Jardim veio crescendo sua votação, tendo obtido a maior votação em 2008, com 9.063 votos, caindo para 8.820, em 2012.

Confira o histórico de resultados eleitorais em Araçuaí, desde 1994, tanto em eleições municipais quanto nas eleições para deputado estadual e federal. O PT cresceu muito e vem consolidando uma força eleitoral impressionante.

Confira nas tabelas abaixo:


CRESCIMENTO E GARANTIA DE ELEITORADO PETISTA, EM ARAÇUAÍ - MG
ELEIÇÕES MUNICIPAIS - 1996-2012
ANO
 PT
Perc
OPOSIÇÃO
PP/PDT/PMDB
Perc
DIFERENÇA
OBS.
2012
ARMANDO PAIXÃO
AÉCIO
JARDIM
9.197
51,05 %
8.820
48,95%
377  votos
Vitória

2008
ZÉ ANTONIO
Perc
AÉCIO
JARDIM
Perc
Diferença
8.106
47,21%
9.063
52,79 %
957  votos
Derrota

2004
ZÉ ANTONIO
Perc
AÉCIO
JARDIM
Perc
Diferença
Edson
Soares
Perc
8.806
53,2%
7.215
42,6%
1.591 votos
Vitória
517
3,1%

2000
Cacá
Perc
Aécio
Jardim
Perc
Diferença
Domingos
Ramalho
Perc
8.580
53,48%
6.905
43,03
1.675 votos
Vitória
560
3,5%

1996
Cacá
Perc
Luiz
Amauri
Perc
Diferença
Domingos Ramalho
Perc
9.940
65,2%
4.674
30,6%
5.266
Vitória
639
4,2%



CRESCIMENTO E GARANTIA DE ELEITORADO PETISTA, EM ARAÇUAÍ - MG
ELEIÇÕES ESTADUAIS – DEPUTADOS FEDERAIS E ESTADUAIS
1994, 1998, 2002, 2006, 2010 e 2014
Ano
Deputado Federal
Votos
Perc
Deputado Estadual
Votos
Perc
2014
Reginaldo Lopes
5.639
37,5
Jean Freire
8.084
53,8
Leonardo Monteiro
1.657
11,0
André Quintão
1.159
7,7
Outros
499
3,3
Outros
348
2,3
Total
7.795
51,8
Total
9.591
63,8

Ano
Deputado Federal
Votos
Perc
Deputado Estadual
Votos
Perc
2010
Leonardo Monteiro
2.035
13,1
Jean Freire
4.267
28,1
Reginaldo Lopes
1.687
10,8
André Quintão
1.560
10,3
Arcanjo
479
3,1
Outros
300
2,0
Outros
859
5,5
Total
6.127
40,4
5.060
32,5

Ano
Deputado Federal
Votos
Perc
Deputado Estadual
Votos
Perc
2006
Arcanjo
3.050
17,4
André Quintão
1.666
9,5
João Magno
1.043
6,0
Elisa Maria
829
4,7
P Delgado
1.017
6,0
Paulo Guedes
270
1,6
Outros
325
1,9
Carlos Gomes
226
1,2
Total
5.435
31,3
Marcos Lemos
202
1,2
Outros
471
2,7
Total
3.664
20,9

Ano
Deputado Federal
Votos
Perc
Deputado Estadual
Votos
Perc
2002
João Magno
3.144
18,9
Maria José
2.094
12,7
Patrus Ananias
349
2,1
André Quintão
873
5,3
Reginaldo Lopes
42
0,3
Carlos Gomes
202
1,2
Outros
321
1,9
Outros
175
1,1
Total
3.856
23,2
3.344
20,3

Ano
Deputado Federal
Votos
Perc
Deputado Estadual
Votos
Perc
1998
Nilmário Miranda
1.529
10,9
Solano de Barros
2.201
14,3
Outros
176
181
Mozart Cattoni
4.958
32,1

Ano
Deputado Federal
Votos
Perc
Deputado Estadual
Votos
Perc
1994
Maurilio Chaves
742
9,7
Cacá
2.767
29,3
Nilmário Miranda
356
4,6
Outros
79
0,8
Outros
81
1,1
Total
30,1
Total
1.179
15,4